javascriptNotEnabled

Home \ Comunidade \ Blogs \

Maktub

Conceitos, jogadas & conversa fiada.
Enviar MP

Errar é perfeito ninguém é humano


Excelente dia a todos!


Nada melhor do que o começo do ano para olharmos a nossa data base visando encontrar - e CORRIGIR - os nossos tão indesejados leaks.


Coisas que devemos corrigir a todo custo.


1. Jogar tiltado;
2. Jogar igual um robô;
3. Achar que todos os jogadores são iguais;
4. Jogar mais telas do que dá conta (basicamente o item 2);
5. Não entender risco benefício (matemática básica);
6. Auto levelar;
7. Jogar mal e a qualquer custo visando atingir determinado status VIP ou desafios.


Entretanto, para avaliar nosso banco de dados, precisamos de uma base para nos apoiarmos, certo? Portanto, como avaliar o banco de dados sem saber valores aos quais se referenciar?

Como saber se suas stats estão "boas" sem uma referência para o valor delas?


O primeiro passo para isso é saber o EV do fold!


Duas coisas são importantes aqui: a primeira é saber que o dinheiro que está no pote não pertence a você, logo, seu fold tem EV igual a zero. A segunda é saber que vou tratar o fold nesse post como sendo ação final, então na realidade eu vou comentar sobre o ev do fold após dar bet/fold, após pagar blind/fold, etc.Sempre o fold após alguma ação.


EV DO FOLD PRÉ-FLOP POR POSIÇÃO


As posições: EP, MP, CO, BU, se decidir pelo open fold, o EV = 0. A razão para isso é muito óbvia, afinal, essas posições não são obrigadas a investir nenhum valor no pote pré-flop para receber suas “hole cards”. Portanto, quando olhar em seu banco de dados, procurará sempre ev bb/100 acima de 0 para todas as ações que decidimos entrar na mão: open raise, call vs raiser, 3bet, squeeze, cold 4bet, entre outras.


Já o SB possui EV do open fold de -50bb/100. A razão para isso também é óbvia, afinal, o SB tem que investir 50% do valor do Big Blind antes da distribuição das cartas para receber suas “Hole Cards”? Logo, se o SB fold todas as mãos, a cada 100 mãos jogadas do SB, o hero teria um ev de -50 bb/100. Vale ressaltar que esse valor se aplica para a maioria dos limites,

entretanto, há casos onde o ev é -40bb/100, como a NL5 ($0.02/$0.05) e a NL25 ($0.10/$0.25).
Portanto, devemos jogar do SB na esperança de que conseguiremos amenizar esse valor, ou seja, recuperar esses -50bb/100. Isso se aplica tanto para as vezes que agredimos o BB como para as vezes que defendemos o SB. Não adianta defendermos SB contra o BU e ficarmos com o EV igual -60bb/100, nessa situação se tivéssemos optado pelo fold em todas as mãos perderíamos menos.


Quanto ao BB, teoricamente ele tem um EV inicial de -100bb/100, seguindo a mesma lógica explicada no parágrafo acima. Todavia, devido aos walks, esse valor é um pouco menor como -95bb/100, ou algo em torno disso.


Outro ponto que eu quero abordar o leitor e fazer ele refletir (já que comentei que se ele estiver perdendo mais de -50bb/100 do SB seria melhor ele fold do que defender) é sobre o jogo explorável.Nosso objetivo principal é sermos lucrativos no spot, pois dinheiro que você não perde é dinheiro que você ganha.


Não acho que alguém discorde da frase acima, mas vejo diversos jogadores aplicarem o planode deixar a jogada do vilão breakeven (ev igual à zero) sem pensar muito em ser lucrativo.

Exemplo:


Hero open raise de 3bb do CO, vilão 3bet para 9bb do BTN, blinds fold.


O EV, se optando pelo fold nesse momento é de -300bb/100. Ou seja, se abrirmos 100x 3bb e fold as 100x para a 3bet vamos perder 300 big blinds.


Para sabermos como fazer a jogada do vilão não ser automaticamente lucrativa, devemos utilizar o bluff equity. Este, por sua vez, consiste em saber o quanto o bet tem que passar para ser lucrativo. O bluff equity é calculado por risco dividido pelo benefício. Veja o exemplo abaixo para entender melhor:


Ao 3bet o hero, o vilão está arriscando 9bb, certo? E terá como benefício o valor final do pote, que é = 3bb do hero + 0,5 do SB + 1 do BB + 9 que ele mesmo colocou. Logo, ele arrisca 9bb para ter o benefício de 13,5bb.


Portanto a bluff equity é 9 / 13,5 = 67%. Ou seja, a jogada do vilão tem que passar mais de 67% das vezes para ser lucrativa.


Nesse momento, do lado oposto da situação, o HERO percebe que PRECISA defender 33% das vezes para que a jogada do vilão não seja automaticamente lucrativa. Na verdade, o que o heróirealmente precisa entender é que ao dar call na 3bet, ele precisa que a jogada dele seja melhor do que -300bb/100. Caso contrário, se for para perder mais ainda ao jogar a mão, adianta tentar fazer com que a jogada do vilão pré-flop seja "breakingeven"?


Para calcular o ev do fold basta utilizar o valor investido até o momento x 100 que teremos o quão negativo é a nossa situação se optarmos pelo fold. Ou seja, OR do UTG de 2x e fold para all-in do BB. O ev dessa jogada é de -200bb/100.


Voltando para análise lógica do banco de dados, devemos esperar que o nosso call em 3bet seja melhor do que...? Pois é, é um valor que depende do seu size de open raise. Veja o exemplo abaixo:


Size de open raise em big blinds * 100 é a conta para descobrirmos o ev do fold. Logo, se o herói abre 3x de posições iniciais, 2,5x do CO e 2x do BTN. Nessa situação o open raise e fold para 3bet do herói será respectivamente de: -300bb/100 posições iniciais, -250bb/100 do CO e -200bb/100 do BTN.


Ao filtrarmos o call em 3bet por posição, esperamos ver resultados melhores do que esse. Caso contrário, se acabou de encontrar um valor pior do que o que esperava, você acabou de encontrar um leak.


Podemos fazer essa análise simples para:call em 3bet, defesa do SB, defesa do BB, call em raise cbet, entre outras stats comum de analisarmos no banco de dados.


Assim, através do ev bb/100, podemos comparar o fold o call e até mesmo o raise para diversas situações, lembrando que, ao optarmos por jogar, esperamos que a nossa jogada seja melhor que optarmos pelo fold.


Sobre o bluff equity também podemos analisar no banco de dados o sucesso de jogadas como: steal,3bet, 4bet, cbet flop, cbet turn, cbet river, etc. Para analisar basta comparar a bluff equity que nosso size requer com o quanto passou. Em outras palavras, usando novamente o exemplo da 3bet, suponha que ela precisa passar 67% das vezes. Todavia, ela está passando 80%. Logo, sua jogada está tendo sucesso no longo prazo.


Essas analises fáceis de serem feitas podem revelar leaks graves, portanto, fiquem atento ao call em 3bet, call vs open raise e call em raise cbet. Analisar o banco de dados ajuda muito na leitura do HUD. Todavia, tenha em mente o sample total de mãos que está analisando, o sample de mãos que está analisando da posição e a quantidade de mãos após aplicar os filtros. Afinal, há vezes em que o leitor irá se basear em muitas poucas mãos para afirmar algo como verdadeiro.


Outro ponto é que muitas stats julgadas como “fora do padrão” se aplicam muito bem em determinados fields. Suponha que o herói tenha um cold call alto do BTN vs open raise no CO.

Se o hero é super lucrativo dando call elevado vs o CO, adianta eu falar pro herói diminuir esse call  se ele está sendo lucrativo? Por que motivos ele deveria fazer isso já que está lucrando tanto com essa jogada? Ou seja, leve em conta também em seu sample a média do field, pois será muito importante para adaptar número perante a eles.

Resumo


EV do fold;


Bluff equity;


Analise de banco de dados;


Jogo inexplorável;


Leitura de hud;


Encontrando leaks de forma lógica.


Bom jogo a todos!

Para fazer um comentário, você precisa realizar seu login ou se registrar.
Fazer o Quiz
Novo por aqui? Faça nossa Avaliação de Poker para iniciar o seu aprendizado.
já é um membro? Fazer Login
javascriptNotEnabled
Aprenda Estratégias básicas até avançadas
Pratique Melhore suas habilidades com os nossos Instrutores
Ganhe! Se estabelecer como um jogador ganhador