javascriptNotEnabled

Home \ Comunidade \ Blogs \

LeeBucksAK

Blog em que pretendo lidar com a psicologia envolvida no jogo.
Enviar MP

“Sou perseguido. Injustiçado não uma, ou duas, ou três vezes por dia, mas o tempo todo. Eu mereço vencer. Estudo o jogo há 6 anos, conheço o joguinho há 10, não tem lógica o que o software faz comigo. Dá vontade as vezes de largar tudo, só jogar live. O baralho do live não vai judiar de mim como acontece nesse site lixo.”

“Novamente cara, joguei 20 torneios hoje, e de 12 desses cai estando com jogo melhor antes de bater o flop, mas o donkey não larga e assiste a broca dele bater, ou o flush dele completar runner runner. Desisto desse jogo.”

Sério, se você espera utilizar algum ‘argumento’ como esses que apresentei acima pra conseguir atenção ou simplesmente pra que alguém sinta pena de você, parabéns, você conseguiu.

Todos reparam. Muitos te darão atenção e adivinha só: A vitimização pode ser um grande negócio, fera, desde que haja um número suficiente de idiotas pra continuar dando atenção pra você. Mas os que conhecem o funcionamento do Poker, logo logo, ficarão cansados de ouvir isso e você estará entregue a própria sorte (ou azar, como deve ser seu caso).

Digo que a vitimização pode ser um ótimo negócio pra você, que se percebe azarado, simplesmente porque é a maneira mais rápida, fácil e barata (talvez nem tanto), de você fugir e ter que reconhecer que a culpa de seu fracasso momentâneo é a sua falta de conhecimento, preparo e principalmente, força de vontade pra desenvolver novas habilidades.

Temos a mania do sentimentalismo exagerado. Tudo tem que ser muito extremo. Nosso amor pelo Futebol, ou pelo poker, pelo time do coração. Tudo precisa ser muito intenso, sofrido. Quem geralmente vence o ‘adorado’ Big Brother Brasil? Pense um pouco… São as vítimas. Os que se apresentam como minorias, alvos de uma maioria privilegiada e dominante. Os ‘perdedores’ que acabam vencendo apresentam-se como sujeitos ‘bonzinhos’ e sofridos, também podendo ser chamados de coitadinhos.

Se é isso que você busca, então é isso, as pessoas sentirão pena de você. E não pense que isso é bom. Sentir pena é entendido em psicanálise como sendo uma repressão da raiva. Como quando alguém diz: “Não consigo nem sentir raiva de fulano, ele só consegue fazer eu sentir pena.”.

Não ache que as pessoas sofrerão junto com você. Suas bad beats são só suas. Talvez alguém chegue a sentir compaixão por você bolhar uma sonhada mesa final, uma trave de um grande torneio. Mas se faça o favor, e não espere isso nos trocentos torneios que você jogar no seu dia, porque isso não vai acontecer e você se frustrará, com o jogo, e com as pessoas (injustamente).

Agora, falando com você que me lê, que é atento, que busca não ser um coitado. Que busca assumir os rumos e riscos da própria vida e jogo, o recado é direto: Engula o sapo. Se quando você é perguntado “Oi, tudo bem?”, sua resposta é “Wai, to indo…”, esteja alerta, você não esta no controle da própria vida, imagine então se consegue controlar o próprio jogo e engulir as bad beats? Seguir pra próxima tomada de decisão, próxima mão, próximo torneio, e pras próximas telas restantes?

Seja honesto consigo mesmo. Não deixe que situações que inevitavelmente vão ocorrer, afetem seu humor e suas decisões, não só no jogo, mas na vida, ou MUDE. Mude de profissão, mude de namorada, mude de círculo de amigos. Não importa. Não se conforme. Não estacione. Se você acredita que é exigência demais, cobrança demais, bad beat demais, talvez isso realmente não seja pra você, então, não tenha vergonha de buscar algo mais confortável.

Mas se você decidiu. Escolheu. Mas acredita que talvez seja um processo muito doloroso para você, você que me lê, mas queira melhorar. Lidar com as bad beats, a variância, a pressão do dinheiro. Não precisa mentir para si mesmo. Pode e muitas vezes será difícil lidar diretamente com esses problemas que afetam tanto o mindset. Se achar que é muito pra você sozinho lidar mas quiser melhorar, procure ajuda. Acompanhamento psicológico, coach, grupo de estudos, um amigo mais experiente. Mas lembre-se que sua busca é por ajuda, e não por um depósito de lamúrias. Com certeza com apoio, você poderá alcançar de maneira mais eficiente uma tranquilidade ainda não experimentada, e poderá desfrutar de momentos muito mais agradáveis do seu jogo e da sua vida.

Para fazer um comentário, você precisa realizar seu login ou se registrar.
Fazer o Quiz
Novo por aqui? Faça nossa Avaliação de Poker para iniciar o seu aprendizado.
já é um membro? Fazer Login
javascriptNotEnabled
Aprenda Estratégias básicas até avançadas
Pratique Melhore suas habilidades com os nossos Instrutores
Ganhe! Se estabelecer como um jogador ganhador