javascriptNotEnabled

Home \ Comunidade \ Blogs \

Blog do Andi

Experiências e relatos de vivência nos feltros micros online.
Enviar MP

   Nos meus áureos tempos de jogador de futsal, tinha um treinador que sempre frisava a importância de um goleiro não possuir superstições. Segundo ele, um goleiro supersticioso é um goleiro que não confia em seu potencial. E eu realmente nunca fui um goleiro supersticioso, tenho meu ritual com as traves, mas é algo mais de costume do que de necessidade, nada que me deixe paranoico caso eu me esqueça de fazer. Porém, tenho notado algumas atitudes minhas quando estou nas mesas online que chega a beirar a superstição, o que me leva a esse post.

   A superstição é adquirida frequentemente por pessoas que se encontrem em situações desconhecidas ou muito estressantes, o que justificaria o apego de atletas de alto nível a rituais repetitivos antes de jogos ou ações. Se você está lendo este blog aqui na Inteli, deduzo que você já tenha consciência de que o poker não é um jogo de sorte. Tendo isso em mente, até que ponto os rituais podem prejudicar ou ajudar o seu grind?

   "Quando as apostas são altas e há muita incerteza - como no esporte de alto nível - as pessoas tentam qualquer coisa para obter o resultado que desejam", palavras do professor de psicologia na Universidade Keele, Richard Stephens.

   Em um estudo que encontrei na internet, realizado pela Universidade de Colônia (Alemanha) em 2010, pediu-se a competidores de um torneio de golfe que levassem consigo amuletos pessoais. Antes do início das tacadas, foram confiscados os amuletos de metade dos competidores. Aqueles que permaneceram com os objetos foram os que se saíram melhor na competição.

   A questão que quero colocar é: se algo impedir a realização de seu ritual pré ou durante o grind, você continuará com seu melhor jogo? Você será capaz de atribuir uma bad beat à porcentagem de que ela acontecesse ao invés da falta do seu ritual? Se as respostas forem “não”, acredito que o seu seja um caso claro de como a superstição pode ser prejudicial ao seu grind.

   No experimento da universidade alemã, obviamente que a metade que se saiu melhor no torneio não o fez pela “sorte” que carregavam em seus amuletos, mas sim porque a metade sem os seus “objetos da sorte” tiveram seu psicológico prejudicado e não conseguiram por em prática seu melhor golfe.

   Ao mesmo tempo, se você possuí pequenos hábitos que o ajudam em alguns aspectos, não há problema nenhum em mantê-los, desde que o seu foco permaneça sempre em quais foram suas ações e porque foram adotadas. Eu particularmente já estou me policiando para que os costumes que me levaram a escrever esse post não se tornem algo prejudicial futuramente.

   Ainda Stephens: "Quando o custo de realizar uma ação é baixo, mas há a possibilidade de grandes ganhos, por que não?".

   Referências:
Reuters Brasil – Esportes: Superstições ajudam ou atrapalham os atletas?

 

Andi

Para fazer um comentário, você precisa realizar seu login ou se registrar.
Fazer o Quiz
Novo por aqui? Faça nossa Avaliação de Poker para iniciar o seu aprendizado.
já é um membro? Fazer Login
javascriptNotEnabled
Aprenda Estratégias básicas até avançadas
Pratique Melhore suas habilidades com os nossos Instrutores
Ganhe! Se estabelecer como um jogador ganhador