javascriptNotEnabled

Home \ Comunidade \ Blogs \

A Grande Jogada

Sobre aspectos psicológicos, leituras de mãos, e muito mais...........
Enviar MP
/Fev/2014

Como jogar uma Trinca (set)?

Por: ghost661987 @ 15:52 (-03) / 757 / Comentário ( 4 )

Como jogar uma Trinca (set)?


Existem alguns tipos de flops que gostaria de ver quando tem uma trinca:


 Com uma carta alta como A28, K76, Q92;
 Com duas cartas altas como QJx, AKx, e assim por diante;
 Quando todas as cartas são do mesmo naipe;
 Quando as cartas são todas altas como KJQ, JQT, AKT;
 Quando é pareado, JJT, 884 e assim por diante;


Praticamente todos os flops. Uma trinca é uma mão muito forte para se jogar e por isso existem dois caminhos a se seguir:


 Call ou check-call no flop;
 Raise, iniciativa ou check-raise no flop
;


Quando uma jogada se torna melhor que a outra?


Jogadores ruins tendem a deixar na cara a mão que possuem, principalmente em microlimites. Eu gosto tanto desses jogadores que minha jogada favorita contra eles é o allin ou um raise muito alto.


Quando você enfrenta jogadores ruins, a tendência é eles se atolarem com top pair ou algum draw. Por exemplo, o flop traz nAT6 e você tem a trinca de 6.


 A primeira situação é quando seu adversário é o jogador agressor pré-flop, e ele aposta novamente neste tipo de flop. Nos baseando que o jogador é ruim, provavelmente ele tem uma mão como Ax, Tx, principalmente se ele abriu das posições iniciais ou médias, a chance de ter um A na mão do vilão é grande. A primeira ideia é pagar no flop, se ele dar check no turn iremos apostar, algo em torno de 30-66% do pote, e se o vilão apostar iremos mover allin. Essa jogada é eficiente pois jogadores ruins ou passivos, poucas vezes blefam, o que significa que a segunda aposta do vilão, implica que ele tem o A, na maioria das vezes;


 A Segunda situação é mover allin no flop com seu adversário apostando ou não. Jogadores ruins tendem a pagar com top pair com muito mais frequência do que imagina. Mas se preferir pode seguir uma linha mais tranquila pós-flop, como a primeira linha, apostando algo em torno de 30-66% do pote.


Essa jogada tende a falhar contra jogadores bons, que possuem a capacidade de largar top pair, mas em micro limites isso raramente acontece, o que torna a jogada allin com um maior sentido em flops como esse. Lembre-se, jogadores regulares e bons, tendem a largar contra jogadas fortes no flop, a não ser que você tenha uma imagem muito agressiva, o que pode fazer o jogador bom pagar por causa do metagame e principalmente por causa de seu estilo super agressivo.


Outro exemplo, flop QJ6, temos a trinca de 6. Esse é o tipo de flop ideal que queremos, principalmente se tiver duas cartas de copas, paus, espadas ou ouros. Esse é o tipo de flop que o profissional tem dificuldades de largar uma mão como Top pair, principalmente se a sua imagem for de um jogador agressivo ou maníaco. Eis o que faremos:


 Primeira situação é a que tenho maior prazer e que gosto de aplicar, que seria aplicar um raise enorme ou um allin, como o vilão, principalmente, se for um jogador ruim, tenderá a pagar com AQ ou com qualquer Q como QK, QT, QJ, muitos jogador nos colocam em draws o que facilita ainda mais essa jogada, principalmente se nossa imagem for agressiva e o jogador percebe isso. Movendo allin com um check-raise ou com um grande raise em posição é o que tenho maior preferência, o que seria melhor do que tomar a iniciativa, perdendo a oportunidade de permitir que o vilão tente blefar. Se o vilão ao invés de apostar no flop em posição, preferir dar check, minha jogada preferida tende a ir pro saco, pois provavelmente ele não tenha um par maior que Q, não tenha algo como a Q e o principal, provavelmente tenha mãos médias a fracas, pois qualquer mão forte, apostaria neste tipo de flop. Neste caso, seguiria uma linha normal, que seria apostar algo em torno de 40-80% do pote no turn e river.


 A Segunda jogada, pode ser compreendida como call, ou um raise de tamanho comum, sendo assim, podendo ser jogado de forma passiva ou agressiva, sem overbets como na primeira situação;


Outra boa situação para ter uma trinca é em flops baixos como 682. Os motivos são simples, pois neste caso, seu adversário, principalmente se for ruim, tenderá a não largar qualquer tipo de par maior que 8 ou até mesmo te paguem com top pair. Contra jogadores ruins, a ideia continua a mesma:


 Primeira situação, já que o jogador é ruim, a ideia é ir para coletar o maior valor, ou seja,  ir allin ou com apostas enormes, se o jogador tem um par maior que 8, garanto que ele vai pagar na maioria das vezes, e se ele largar, você compreende que este tipo de jogador em particular, que larga um par maior que 8, tende a ser um bom jogador, o que nos obriga a jogar de forma comum contra eles, a não ser que mostremos uns blefes insanos, ele tenderá a largar seu par maior que 8.


 A segunda situação é o jogo normal, dando check-raise ou raisers comuns, e se preferir pode agir de forma passiva com sua trinca, preferindo o check-call ou call, e pensando melhor no turn. No turn poderá utilizar o mesmo artificio do flop ou ir para o allin, pois se um jogador em microlimites aposta duas vezes seguidas, e sabemos que ele é ruim ou passivo e não agressivo, isso implica que ele tem um grande par ou top pair, e a melhor forma de conseguir o que quer contra esses jogadores é indo pra cima. Aproveite.


Esses foram os três tipos de flops mais comuns, um flop como o Axx é o Kxx que também pode ser parecido com o exemplo do QJx, já que KQx, é muito parecido.


Flops pareados são bem parecidos com o Flop com todas as cartas baixas, ou seja, seu adversário continua pagando ou apostando com qualquer par, por isso, prefira o raise ao call, pois acredite ou não, até mesmo os profissionais tem dificuldades quando alguém aplica um raise ou check-raise em flops pareados, pois dificulta a leitura, o que pode ser bem lucrativo se utilizar a estratégia adequada, principalmente se o profissional te olha como um jogador super agressivo ou maníaco, neste caso, eles se confundem mais ainda.


Sim, existem flops, complicado para um trinca, e vamos falar sobre os dois tipos que são:


 Todas as cartas do mesmo naipe;
 3 cartas conectadas;


Com todas as cartas do mesmo naipe, é bem diferente, do tipo de flop como QJx com duas cartas do mesmo naipe. Neste caso, existe uma possibilidade de seu adversário ter flopado o Flush, principalmente se estiver jogando em um pote com mais de 3 jogadores. Quando muitos jogadores estão em um pote a chance de alguém ter um flush é muito maior que contra apenas um jogador. Em flops assim, a preferência é estar jogando contra no máximo 2 oponentes, pois assim, pode ser agressivo ou continuar a agressividade com uma trinca;
Os flops são bem parecidos com o que falamos até o momento e podem vir com:


 Axx;
 JTx;
 KQJ;
 872;


Esses são os tipos de flops que podem vir com todas as cartas do mesmo naipe. Quando você segura uma trinca, vai querer ser bem agressivo em flops com o Axx e com o 893 ou com JTx, ou seja, em flops com no máximo duas cartas próximas como AK3, JT5, pois estes tipos de flops, tendem a ajudar o jogador com uma trinca.


Em contrapartida os flops com três cartas próximas e do mesmo naipe, possuem uma dificuldade muito maior de prosseguir com a trinca, flops como JT9, QJT, KQJ, 789. São flops complicados de continuar.


Qual a vantagem de flops assim?


A vantagem é muito simples, pelo fato de você jogar de forma super agressiva, seus adversários, tenderam a te pagar com diversas mãos como nos exemplos abaixo:


 Quando eles possuem um par maior que o do flop e também seguram uma carta com naipe igual ao da mesa, como AA em um flop com 3 cartas de ouros, ou KK, ou QQ, até mesmo JJ. TT ou pares menores tendem a preferirem evitar seguir em frente. Essa é a vantagem em flops menores que J com todas as cartas iguais;


 Quando eles possuem Top pair com uma carta com naipe igual as cartas da mesa, e assim por diante;


Como percebeu seu adversário pode lhe pagar com muitas mãos da qual você se encontra na frente, poucas vezes, será com o flush e mesmo que eles tenham o flush, você terá 11 outs no river, par conseguir uma melhor mão.


Aqui uma regra se aplica:


 Se for ser super agressivo, seja com uma mão que lhe dê chances de ter a melhor mão, no river;


Baseado nisso, tenha preferência por blefar em flops não muitos conectados como:


JTx, AKx, 89x.


Flops como o de cima, blefar necessita saber contar uma história melhor do que o flop oferece. Por exemplo, se seu adversário é capaz de largar top pair, um check-raise e uma aposta forte no turn ou river, pode fazer o vilão largar, KK em um flop como Axx ou até mesmo a largar um AQ-AT, em um flop como AK9.

Outro fator para um blefe, ser eficiente, são as cartas que podem complicar boas mãos, por exemplo, o Vilão tem AA em um board com 4 cartas do mesmo naipe, ou em um flop com cartas conectas como 789TK. Quando mais complicado o board, melhor ele é para o blefe.
Em breve falarei mais sobre blefes.


De agora em diante não tem mais desculpas para jogar com trincas, meu próximo artigo, será sobre overpar, o que não terá muito segredo pois jogar um overpair ou jogar trincas / dois pares, são bem parecidos, vocês vão ver. Por enquanto até a próxima.


Obrigado por ler.


Atenciosamente Ghost661987

Para fazer um comentário, você precisa realizar seu login ou se registrar.
Fazer o Quiz
Novo por aqui? Faça nossa Avaliação de Poker para iniciar o seu aprendizado.
já é um membro? Fazer Login
javascriptNotEnabled
Aprenda Estratégias básicas até avançadas
Pratique Melhore suas habilidades com os nossos Instrutores
Ganhe! Se estabelecer como um jogador ganhador