javascriptNotEnabled

Home \ Comunidade \ Blogs \

A Grande Jogada

Sobre aspectos psicológicos, leituras de mãos, e muito mais...........
Enviar MP

Erros de Iniciante Parte I - Compreendendo como Conquistar e Ser bom em leitura de mãos com Andy Block


Galera esse é um tema muito massa e gostaria de dividir com vocês, ou melhor, colocar a tradução, deixando disponível para vocês da intellipoker.


Leitura de Mãos / Aprendendo a ler Ranges


Muitos jogadores novos jogadores cometem o erro de colocar seu adversário em uma mão particular, os melhores jogadores pensam em um Leque de mãos.


Nesta lição mostrarei as vantagens de pensar em um Range de mãos (leque de mãos) que seu oponente pode estar segurando, ao invés de uma determinada mão em particular.
Eis o que vamos cobrir neste artigo:


 Armadilhas do pensamento de  ranges;
 As vantagens de pensar em um range de mãos:
 Como colocar seu adversário em ranges;


Porque os jogadores iniciantes tendem a pensar somente sobre uma mão em particular que seus oponente possam ter ao invés de colocar seu oponente em um range de mãos?


É muito natural que muitos iniciantes, vão pensar em uma mão particular, ao invés de um Leque de mãos. Os iniciantes não vão pensar se cometeram um erro naquela mão contra um determinado leque de mãos, jogadores iniciantes raramente pensam no longo prazo.


No longo prazo, você fez a jogada certa?


Aqui vai um exemplo de colocar seu adversário em uma determinada mão ao invés de colocar em um range de mãos.


Vamos supor que você tenha par de 88 e coloca seu oponente em AK e o flop vem JT3 e o iniciante pagou uma aposta no flop, no turn e river, porque ele colocou seu adversário em AK, se ele estiver errado e provavelmente vai estar errado na maioria das vezes, após toda as rondas de apostas. Neste caso o iniciante cometeu um grande erro.


As vezes o iniciante vai estar certo e vai pensar que é um gênio, pois colocou seu adversário em AK e seu adversário tinha AK. Na maioria das vezes o iniciante vai estar errado e é isso que torna os profissionais em vantagem sobre os que possuem menos habilidade no jogo.
Neste situação você deve pensar no range inteiro que seu oponente possa ter e ter jogada desta maneira.


Ele pode ter Ajo ou AJs, talvez AT, talvez JT, talvez KJ, uma quantidade enorme de diferentes mãos que seu adversário possa ter nessa situação para jogar a mão da maneira que jogou e por causa disso, temos que aprender o que o oponente possa ter ao invés de coloca-lo em uma determinada mão em particular.


Seu objetivo será melhorar seu jogo, não contra uma mão em particular, mas contra o range inteiro de mãos que seu adversário possa ter. Seu objetivo deve ser fazer a melhor jogada para ganhar dinheiro no longo prazo.


As vezes iremos cometer erros na leitura, quando isso acontece, volte e veja as ações e se pergunte:


 Coloquei meu adversário em um range de mãos correto, incorreto?


E ajuste isto para o futuro.


As vantagens de pensar em um Range de mãos


Quais as vantagens de pensar em um range de mãos ao invés de uma mão particular?


 Iremos melhorar nosso jogo no longo prazo;
 será melhor em dizer e analisar se sua mão tem chances de vencer;
 As chances de um blefe funcionar ou dar certo;


Na maioria das vezes as pessoas falam sobre, por odds, e assumem que seu oponente tem uma mão em particular, quais as chances deles vencerem seu oponente e tal se eles possuem um par, o flush draw, chances de uma sequência, mas se pensar em termos de um leque de mãos, as pot odds entram no jogo ainda mais.


Por exemplo, suponha que seu oponente tenha feito uma grande aposta no river, e começa a pensar que, posso vencer metade das mãos de meu oponente neste spot e na outra metade das vezes ele pode estar blefando. Portanto você que desde que tenha as pot odds corretas, você pode pagar a aposta no river.


Pensar em ranges de mãos, é muito importante ao jogar Cash Game em mesas de Big Stack, porque você encontra muita ação em cada jogada, e quando chegam no river, podem estar enfrentando uma grande aposta. Nestas situações você quer ser capaz de colocar seu oponente, em um range mais próximo do ideal possível.


Há situações em que você pode descobrir que o seu oponente tem que estar blefando em um certo ponto, você pode pagar o re-aumentar como um blefe no river.


Há outras vezes em que você descobre que o seu oponente só pode ter uma mão que vence sua mão, e você pode fazer um grande fold no river.


Tomar essas decisões certas no river em jogos a dinheiro com potes grandes pode fazer a diferença, não somente entre ganhar e perder a sessão, mas entre ser um jogador vencedor ou perdedor no geral.


Analise de Ranges em Ação


Agora vamos falar sobre como pensar em um leque de mãos. Há muitos fatores a considerar.
Muitas vezes você pode estreitar o range demãos que seu oponente possa ter pré-flop, usando todos os fatores e recursos disponíveis:

 O Hand history entre você e seu adversário;
 O tamanho das Stacks ou pilhas de fichas;
 O quanto ele é agressivo ou passivo;
 A posição dele;


Todos esses fatores você pode utilizar para estreitar o range de mãos que seu oponente possa ter.  Com base nisso, das qualquer 169 mãos iniciais diferentes que seu oponente possa ter, podemos reduzir isto para uma baixa porcentagem de mãos. Depois a mão se desenvolve pós flop e você pode continuar a estreitar o range de mãos que seu oponente possa ter.


Muitas vezes seremos capaz de acertar exatamente o que nosso oponente tenha, mas na maioria das vezes é mais provável enfrentar um range de mãos do que uma única mão em particular. Umas que seremos capazes de vencer e outras que não poderemos vencer.
Eis exemplos de Range de mãos em ação.


Estamos jogando 300 / 600 com 100 de ante, e eu abro do CO com J9 de copas e o BB paga. O flop traz K84 com todas as cores diferentes. Imediatamente estou pensando em um range de mãos que meu oponente possa ter. Imagino com que tipo de mãos meu oponente possa ter pagado do BB.


Analisando que existem antes , eu não acho que ele irá pagar com todas as mãos, mas poderá pagar com uma boa variedade de mãos, ele pode ter Cartas conectadas como 56s, 76, 87s+, ele pode estar fazendo uma Trap com AA e KK, o que eu também espero um Re-raise com uma quantidade de mãos altas, porque eu aumentei em posição final.


Meu adversário pode ter praticamente qualquer Ax, qualquer par, K7 +, K3s+, Q8s+, 87º+, como pode ver é uma quantidade de mãos enorme.


Então ele dá check no flop, o que é natural e não muda o range de mãos que posso colocar meu adversário. A maioria dos jogadores vai dar check até o agressor pré-flop, da qual o agressor é muito comum de fazer uma aposta de continuação no flop. O que eu fiz!


Eu aposto e o jogador no BB paga. Agora, posso começar a estreitar o range de mãos que meu adversário possa ter.


Ele pode ter K8+, K3s+, A3, A8, AJ+, 54s-98s, 44+. Talvez meu oponente tenha um Gutshout (uma broca) como 56 ou 76, e vai pagar e tentar fazer algum movimento para tentar ganhar o pote mais para frente, caso eles errem a mão, mas isso não é muito provável. Tenho que pensar meu oponente flopou um par, a não ser que ele esteja pagando com AQ ou Aj nesta situação.


Portanto ele pode ter o K, pode ter o 8, ter o 3. Ele da check no turn, o que esperaria pois eu apostei no flop e dou check por trás.


Agora o river vem e traz um 9, e ganho muito mais informação aqui do que um iniciante possa imaginar, caso meu oponente aposte ou dê check.


O BB decide dar check.


Normalmente um jogador que obteve um par alto no flop e jogou dessa maneira até o river, e dar check é muito provável que ele não tenha um par alto como imaginei no flop e turn. 

Normalmente jogadores tendem a apostarem no river quando possuem um par alto, esperando que eu tenha acertado o 9 ou esperando que eu tenha AQ e pague, esperando que eu tenha par de QQ, JJ e TT e pague a aposta.


Quando eles dão check, poucas vezes coloco meu oponente em um par alto, pois ele apostaria no river para conseguir valor de mãos inferiores. Por causa disso, colocarei meu oponente em 8 provavelmente, talvez um 4. Farei uma aposta porque parece que estou blefando nesta situação.


Farei uma aposta do tipo que eu possa estar blefando ou eu acertei o 9. A maioria dos jogadores irá pagar, se eles tiverem qualquer pedaço deste flop. Nesta situação eu apostei e recebi o call de meu oponente e ele mostrou que tinha A8.


Ele flop um médio par com um boa carta acompanhando, apenas pagou, jogou a mão exatamente como eu jogaria nesta situação. Infelizmente para ele, acertei meu 9 e fiz uma aposta de valor, conseguindo que ele me pagasse.


Um jogador amador, pode perder uma aposta nesta situação ao pensar em uma determinada mão que seu adversário possa ter. Muitos jogadores veem o K e colocam seu adversário em um K, e acabam perdendo dinheiro a longo prazo.


Quando você começa a pensar em um Leque de mãos é mais provável nesta situação, que ele tenha um 8 ou um 4 e irá pagar a aposta, do que se ele tiver um K e irá dar check e induzir você a apostar.


Eis outro exemplo de jogar pensando em um range de mãos


Tenho AQ de espadas no BB. O segundo jogador a Agir, faz uma aposta de 3 vezes a Big Blind e um jogador em MP, que é relativamente um jogador TIGHT, paga a aposta. É claro que chega até a mim e pago a aposta.


O flop traz AJ9 com duas cartas de ouros e uma de copas. Eu flopei Top pair, meio que gosto de minha mão, mas darei check e permitirei que meu oponente decida o que fazer. O agressor faz uma aposta de cerca de 2/3 do pote. Este jogador apostando não muda o range de mãos que coloca para ele. Qualquer mão com a qual ele tenha aberto no pré-flop ele poderia apostar agora. Que são:


99+, A9s+, AT+, KJ+, e provavelmente QJs-QTs. Não acredito que é muito improvável  meu adversário ter par de 77. Ele pode ter um Flush Draw, pode estar fazendo uma continuação bet com AK ou AT nesta situação. Talvez ele tenha flopado algo mais com a ajuda do Flop como QTs ou QT. Entre muitas outras possibilidades.


Agora o jogador no MP faz um re-raise no jogador inicial. Começo a pensar no range de mãos que o MP possa ter para fazer essa aposte no flop. Tenha certeza que ele não tem par de 22 até 88. Irei pensar que o jogador em MP tem uma mão legitima, como 99, JJ, QQ, talvez pares mais altos como AA e KK que decidiu jogar em uma armadilha, talvez AJ de ouros, ou At de ouros, talvez Kj de ouros. Ele tem uma grande mão, e é claro ele não fez um enorme re-raise ele apostou 2,5x a aposta do jogador inicial. O que me faz pensar que ele tem uma grande mão, da qual ele quer ter certeza que seus oponentes estejam recebendo as pot odds corretas para continuar e que não esteja pagando o preço adequado para alguém perseguir um flush ou sequência.


Agora estou muito preocupado e não gosto mais de AQ nesta situação. Ou estou contra algum Draws e meu adversário tem 40-55% de chances de me vencer, ou meu adversário já está me vencendo.


Sou obrigado a desistir de minha mão, pois o board não ajuda e as ações não ajudam, principalmente um re-raise de um jogador com tendências TIGHT (conservadoras).
Aceito a mão que perdi e prossigo para a próxima mão.


Eis um último exemplo das vantagens de colocar seu adversário em um range de mãos ao invés de uma mão em particular.


Tenho 66 no BB, e o HJ aumenta 3x o Big Blin e eu pago. Automaticamente estou pensando em termos de ranges de mãos , e que tipos de mãos meu adversário jogaria nesta situação.
Ele pode ter uma grande variedade de mãos das quais podem onter 22+, Axs+, A8o+, qualquer duas cartas maiores que 9 como JT ou AK. Pode ter algumas cartas conectadas como 65s ou 87º. Todas essas mãos são prováveis.


O flop traz J73 com duas cartas de copas. Dou check e meu oponente faz uma continuação da aposta, o que espero que ele faça com todo o seu range de mãos.


Por natureza uma continuação da aposta não ira mudar o range de mãos que meu oponente possa ter, já que meu adversário vai fazer essa aposta com a maioria das mãos que ele abriu pré-flop.


Deve-se pergunta se este é um flop que irá acertar a mão de seu oponente na maioria das vezes, ou é aquele tipo de flop que seu adversário vai errar na maioria das vezes?


Este flop o vilão irá errar na maioria das vezes. Este flop é J alto o que quer dizer que se ele aumentou com duas cartas altas como AQ, AK, KQ, ele vai errar o flop, ele talvez tenha algum J na mão, talvez ele tenha um par e tenha flopado uma trinca. Contra esse range inteiro de mãos de meu adversário, que é praticamente dominado por AK, AQ, KQ, estarei na frente na maioria das vezes, dessas mãos com meu par de 66 nesta situação. Portanto eu pago.


O Turn é um 3. A não ser que meu oponente esteja me vencendo antes, ele não está me vencendo no momento, a não ser que ele tenha um 3 na mão. Irei dar check e ganhar um pouco mais de informação sobre o range que meu adversário possa ter nesta situação.
Se ele dar check, provavelmente irei pensar que ele deve ter errado o flop e agora seu range de mãos será dominado por uma quantidade de mãos fracas.


Se ele apostar, agora, tenho que reavaliar a situação, pois talvez ele tenha flopado o J, ou o 7, talvez, ele esteja continuando com seu blefe com seu Flush Draw, talvez ele tenha acertado um 3. Eu não sei ainda mas irei reavaliar o range de mãos que meu adversário possa ter.


O vilão da check behind. Acredito que ele estava blefando no flop, e agora seu range de mãos passa a ter mãos de valor, como um a alto, ou um par pequeno, a alguma chance dele estar me vencendo. Acredito que na maioria das vezes, é mais provável, ele estar blefando.
O river traz um 2.


Então decido dar check nesta situação, na verdade, estou esperando que ele aposte, porque tenho quase certeza que estou derrotando meu adversário nesta situação em particular.


Ele decide então apostar, e aposta ¾ do pote, é um relativo call fácil, uma vez que descobri qual o provável range de mãos que meu adversário possa ter. a não ser que ele tenha par de 22 em sua mãos, dado o range que ele demonstra, é muito provável que eu tenha a melhor mão.


E pago e meu adversário, mostrou 98s. Ele jogou cartas conectadas e não o culpo, já que a mão estava em seu range de mãos. No flop ele flopou a Broca é perfeitamente natural para ele fazer uma aposta de continuação, no turn ele não tinha nada e decidiu conseguir uma carta grátis, de fato ele tinha muitos OUTs para acertar como um 9, 8 ou T e assim passar a frente nesta situação, portanto o check era a melhor opção que ele tinha no flop


No river, quando ele aposta em um2 que não ajuda nenhum de nós, ele somente tinha uma opção que era apostar no river, blefando na esperança de que eu largue minha mão, fazendo uma aposta com 9 alto e eu permito que ele faça isso, já que ganharei mais dinheiro permitindo que meu adversário blefe nesta situação.


Espero que tenham gostado, um pouco grande, mas possuí muito conhecimento.
Bem compartilhei com vocês, aproveitem e nos vemos nas mesas.


Atenciosamente Gabriel Melo.

Para fazer um comentário, você precisa realizar seu login ou se registrar.
Fazer o Quiz
Novo por aqui? Faça nossa Avaliação de Poker para iniciar o seu aprendizado.
já é um membro? Fazer Login
javascriptNotEnabled
Aprenda Estratégias básicas até avançadas
Pratique Melhore suas habilidades com os nossos Instrutores
Ganhe! Se estabelecer como um jogador ganhador