javascriptNotEnabled

Home \ Comunidade \ Blogs \

Áses da Vida

O pôquer na minha história.
Enviar MP

Bom-dia, pessoal.

Criei este post pra comentar sobre a auto-cobrança, sobre a auto-crítica.

Cada um tem um perfil e, dependendo, um se cobra mais que o outro. Um é mais exigente, outro é mais desencanado. Uma é mais ansioso e outro é mais tranquilo. Isso vai de cada um. 

Em um dos posts anteriores, comentei algumas participações que tive no PS e mencionei que antes de começar a estudar sério, haviam acontecido coisas, que hoje ainda não. 

Mas apenas PARECE. É que hoje estou mais cautelosa. A gente percebe que tem que pensar muito antes de agir.

Tem um trecho meu aqui. Ia postar essa resposta para um comentário mas não coube - o que me fez querer abrir este post. 

"Entendo o quanto o poker é vasto e costumo falar pro meu irmão: 

'Cara, é TANTA coisa que tem que ser estudada! O poker não é uma brincadeira, é uma coisa realmente séria'.

E ás vezes também digo pra quem é leigo e não compreende muito o poker. É informação, é estudo. Como qualquer outro projeto que você tenha. O que você quer não virá de graça."

Ontem mesmo eu participei de um torneio live e voltei pra casa pensando nisto. Pra chegar na FT - que acho mais difícil que on-line - tenho que pegar muita coisa ainda."

Eu, por exemplo, sou do tipo mais exigente, que se cobra. É assim com tudo. Tudo o que eu faço, procuro fazer bem feito. E, além disto, eu me irrito quando não acerto o caminho. 

Voltando no tempo, lá pelos anos 90, estava lá eu com minha primeira bicicleta.

Eu lembro de que no começo foi muito difícil eu andar sem as rodinhas. Eu tentava, tentava, andava pouco e já tinha que apoiar o pé no asfalto. Ainda não sustentava o ritmo.

E eu lembro que a chutava.

No meu relacionamento com o poker, com esta questão emocional, esta parte psicológica, está caminhando. Eu gosto do poker, eu sinto PRAZER praticando o esporte, é um DESAFIO pra mim, aprender algo completo e sempre vou gostar; por mais vários outros motivos.

Porém, está claro pra mim que no caso dele, eu tenho uma LONGA JORNADA pela frente. São muitos anos de estudo e prática. É claro que pode vir uma chateaçãozinha uma vez ou outra, em um momento qualquer.

O importante é a gente entender e ACEITAR que o caminho é longo e não pára e nem termina agora.

Depois de compreender isto, o que precisa ser feito é começar a ter PACIENCIA CONSIGO MESMO, porque teremos quedas e erros. Aos poucos, gradualmente, a gente vai pegando mais confiança e diminuindo estas situações chatinhas. ELAS FAZEM PARTE.

Ou seja, não chutem a bicicleta.

Para fazer um comentário, você precisa realizar seu login ou se registrar.
Fazer o Quiz
Novo por aqui? Faça nossa Avaliação de Poker para iniciar o seu aprendizado.
já é um membro? Fazer Login
javascriptNotEnabled
Aprenda Estratégias básicas até avançadas
Pratique Melhore suas habilidades com os nossos Instrutores
Ganhe! Se estabelecer como um jogador ganhador
/popular/
Home Game QG100FREIO Boa Noite!!! Sou o Leandro1818, jogo Poker a varios anos mais por dive ...
Mais