javascriptNotEnabled

Home \ Comunidade \ Blogs \

Rindo da própria desgraça

Alguns textos de humor sobre esse maravilhoso mundo do poker
Por: luansvb
Enviar MP
/Out/2014

Chegando ao topo plantando bananeira parte 1

Por: luansvb @ 14:03 (-03) / 488 / Comentário ( 6 )

 Atenção: Esse é um texto de cunho humorístico, e se eu preciso te explicar isso no começo do texto ao invés do final é porque talvez eu te ache um chato.

  Significado de “Bad Beat” para leigos: Imagine que você e seu amigo ganharam um sorvete de um completo estranho com mãos ágeis, você olha seu sorvete escondido e percebe que é um sorvete maravilhoso de maracujá com pedaços de frutas nele. Você fica completamente feliz com seu sorvete e começa a tirar sarro do seu amigo porque o seu é melhor que o dele, mas então ele fala: aposto o meu sorvete com o seu que o meu é melhor. Você não acredita nele, afinal, nada pode ser melhor que um sorvete de maracujá com pedaços de frutas, então você aceita sua aposta. Você mostra seu sorvete com um brilho gigante no olhar e um sorriso bobo na boca, quando então, ele tira do bolso (não me pergunte o porquê de alguém guardar um sorvete no bolso) e é nada mais, nada menos do que um itu do tamanho do seu antebraço coberto de caramelo e com variadas frutas inteiras dentro dele. Então você fica sem seu sorvete e ele fica com dois.
  Não sei bem se isso fez sentido mas agora quero um sorvete…

 

Conceito de Pag: vc precisa ter uma mão mais forte pra perder e ficar puto do que precisaria se fosse tentar roubar blinds com 2,7 e recebesse call até do dealer da mesa ao lado.

-

  Ah a nossa querida bad beat, você sabe muito bem como ela é, você tem uma relação de amor e ódio com ela todos os dias e continuará tendo pelo resto do seu caminho no poker. Ontem mesmo cheguei na mesa final de um torneio grande (grande pra mim, $0,11 é dinheiro pra cacete na minha situação), chip leader na minha canhota, eu terceiro em fichas e mais faceiro do que o cara com os dois sorvetes ali de cima, quando, no SB me vem um AA. Ainda bem que eu não estava no live porque pelo gritinho afeminado que eu dei aqui seria bastante constrangedor perto de outras pessoas. Todo mundo fold, botão completa e eu, com toda a minha experiência de quase 6 meses tiro as calças e boto tudo na mesa. Joguei errado? Provavelmente sim, eu sempre jogo errado, mas aquela blind olhou pra mim com um olhar tão triste, parecia não estar satisfeita nas mãos de um Russo e me queria, jamais digo não pra quem me quer.
  Mas o Russo da minha esquerda também a queria, e deveria querer muito mais do que eu porque deu call. Call com 73o. Dei uma risadinha do Nelson mentalmente aqui em casa, esse torneio é meu.
  Flop: 7, K, Q.
  Turn: 9
  River: 3

  Pooooooxa river, falei tão bem de você e você me dá uma dessas cara? Que sacanagem meu amiguinho. E é nessa hora que o sangue sobe, sobe fervendo e você consegue sentir o caminho que ele percorre até chegar ao seu cérebro, e lá ele dá piruetas, um mortal pra frente, cambalhotas de ladinho, enche sua cabeça ao ponto de vc só conseguir ouvir a variância dando gargalhadas em algum lugar do lado do dealer. Então é mouse voando, soco na parede, cabeçada no calcanhar (??) até que você para, respira fundo e fala pra si mesmo: Bem, acontece, vamos pra outra.

  AA contra 37o... bem que me disseram pra não entrar na mão contra o chip leader a não ser que vc tivesse uma mão premium, mas mais premium do que isso só se eu saísse com uma carta de saída da prisão e um dragão branco de olhos azuis. Mas ai a variância iria chutar meu saco e o flop/turn/river seriam as partes do exódia e eu perderia assim mesmo.

Para fazer um comentário, você precisa realizar seu login ou se registrar.
Fazer o Quiz
Novo por aqui? Faça nossa Avaliação de Poker para iniciar o seu aprendizado.
já é um membro? Fazer Login
javascriptNotEnabled
Aprenda Estratégias básicas até avançadas
Pratique Melhore suas habilidades com os nossos Instrutores
Ganhe! Se estabelecer como um jogador ganhador