javascriptNotEnabled

Home \ Comunidade \ Blogs \

Devaneando com o smoke.

Abordar temas relacionados ao Poker, porém, sob uma ótica peculiar.
Enviar MP

Caros colegas.

 

É de comum acordo que a maioria dos ganhos no poker, provém dos erros cometidos pelos adversários. Desde os mais básicos, como os limps fora de posição com mãos especulativas, calls sem as pot odds corretas, overbets desesperadas no river na tentativa de expulsar o openete do pote, etc. São erros cometidos, na maioria das vezes por principiantes, e qualquer jogador, com um pouco de esforço, terá uma evolução no decorrer da sua trajetória, pois está disponível a todos, uma grande quantidade de material para estudo.

Matemática básica, range de mãos, jogo posicional, ICM, etc., tudo isso é, para a maioria, algo de fácil compreenção. É a parte mensurável, lógica e incontestável do jogo. Então porque mesmo assim, jogadores com relativa experiência e conhecimento, continuam sendo deficitários?

Também é de conhecimento geral, que o poker envolve uma boa parcela de psicologia. E aqui, começamos a entrar no campo das ciências humanas e inexatas, os tilts, nas suas mais diversas formas.

Um dos principais fatores, se não a raiz de todas causas, que levam um jogador de poker a tiltar, é o orgulho ou EGO. Quando você o traz consigo para a mesa de poker, estará adicionando um fator irrelevante ao seu julgamento.

Lembrando que, o objetivo no poker é tomar a decisão mais lucrativa no longo prazo, ou seja, aquela que o fará, vencer a maioria das vezes. Sob influência deste novo fator, o jogador buscará acumular a maior quantidade de fichas possível, enquanto puder manter seu EGO imaculado.

Várias são as armadilhas que este objetivo irracional pode nos meter. Uma das mais comuns é pagar uma aposta, quando todas as análises e probabilidades indicam que não.

Psicologicamente foldar é como render-se, que por sua vez é o mesmo que ser derrotado.
Para um jogador de poker infueciado pelo ego, foldar pode ser algo muito custoso, especialmente se for um pote grande, e houver a mínima possibilidade de que ele tenha a melhor mão.

Quando avaliamos pagar uma aposta, devemos ter em mente coisas do tipo:

Qual a probabilidade de eu estar na frente? Se eu estiver atrás, quais as chances de que minha mão melhore nas próximas streets? Estou recebendo as pot odds corretas para justificar este call? Em que frequência meu oponente estará blefando?

Sob influência do ego podemos considerar fatores irrelevantes como:

Vou parecer um covarde se foldar?
Irei parecer um estúpido se foldar e ele mostrar um blefe?
Não quero deixar ele levar este pote!

Finalizando. O ego pode nos fazer tomar descisões diferentes das quais tomariamos sem sua influência, corroendo e até negando nossos ganhos.

Baseado no livro "The Poker Mindset: Essential Attitudes for Poker Success" de Ian Taylor e Matthew Hilger.

Para fazer um comentário, você precisa realizar seu login ou se registrar.
Fazer o Quiz
Novo por aqui? Faça nossa Avaliação de Poker para iniciar o seu aprendizado.
já é um membro? Fazer Login
javascriptNotEnabled
Aprenda Estratégias básicas até avançadas
Pratique Melhore suas habilidades com os nossos Instrutores
Ganhe! Se estabelecer como um jogador ganhador