Antigo
Default
Poker meu estilo,meu esporte - 18-12-2011, 00:25
(#1)
lion1177's Avatar
Since: Jan 2011
Posts: 5
BronzeStar
Não interessa qual a variante de poker que esteja a jogar, é vital ter sempre em mente o número de jogadores que faltam falar a seguir a ti e quais as suas tendências. A maior parte das vezes, perante um raise os jogadores de poker pensam apenas em como reagir ao raiser inicial, não tendo em conta os jogadores à sua esquerda que ainda não falaram.

Imaginemos uma mão em que estás no botão em Pot Limit Omaha com uma mão muito forte e a acção chega a ti com um raise. Existem diversos factores muito importantes a considerar. Além das tendências e range de possíveis cartas do jogador que abriu o pote com raise, deves levar em conta a tendência dos jogadores que estão nas blinds. Podes não ter qualquer informação sobre as cartas que eles têm na mão, mas se tiveres informação sobre o tipo de jogadores que são, isso irá ter peso na tua decisão.

Se estiveres no botão com uma mão forte de Omaha, do estilo ou , ou par de ases ou par de reis. Muitos jogadores agressivos com esse tipo de mãos irão fazer reraise de imediato sem pensarem duas vezes. Isso é bom, até um certo ponto. Se o raiser inicial é um pouco loose, sabes que a maior parte das vezes em que fazes reraise a tua mão é melhor que a dele, terás posição sobre ele e vais querer jogar potes grandes contra ele.

Contudo, acrescentando os jogadores das blinds à equação, podes conseguir muito mais apenas por fazer call. Se um dos jogadores nas blinds for loose, se ele joga muitas mãos ou se protege as blinds com mãos marginais, um call pode funcionar como uma armadilha para que ele entre no pote, numa mão onde terás grande vantagem sobre ele. Se ele é do tipo de jogador que joga com pares baixos, ou mãos com pouca ligação entre as cartas, o flop irá na maior parte das vezes colocá-lo em maus lençóis perante ti. Podes ter um trio superior ao trio dele, ele pode fazer uma sequência contra a tua sequência superior, um flush inferior ao teu flush, ou qualquer projecto que não supere o teu e acaba por ficar drawing dead. Se os jogadores nas blinds, em particular o jogador na big blind, defendem a blind com mãos facilmente dominadas e têm alguma renitência em largar a mão, após terem conseguido algo no flop, deves pensar seriamente na possibilidade de fazer apenas call ao raise pré-flop, de forma a que ele se sinta tentado a entrar no pote.

E se os jogadores nas blinds não são loose, mas loose-aggressive, deves definitivamente fazer apenas call, especialmente com ou com um . Mãos que podem render muito especialmente se for expectável que um dos jogadores nas blinds vai fazer reraise. Se um dos jogadores nas blinds tentar um squeeze, irá fazer reraise, e aí vocês podem fazer um raise enorme, uma vez que já houve dois raises. Se todos tiverem cerca de 100 big blinds durante essa mão, conseguirás colocar parte significativa da tua stack com uma mão fortíssima. Se eles fizerem call para verem o flop, o pote ficará gigantesco e estarás a jogar contra uma mão fraca. Se eles decidirem fazer muck, então acabaste de ganhar uma quantia significativa de fichas sem haver necessidade de ver o flop.

Por outro lado, se os jogadores nas blinds são tight a ponto de fazerem fold a mãos fortes, então faz sentido tentar afastá-los da mão fazendo reraise no botão. Se sabes que eles são tight e só irão fazer call a dois raises com um monstro, então o teu reraise obterá informação valiosa para o flop, caso eles façam call ou re-reraise.

É fácil sermos apanhados a pensar que estamos perante apenas um adversário, o raiser inicial, quando na verdade estamos ainda em jogo contra 3 oponentes. Não te esqueças dos jogadores nas blinds. Deves sempre ter em consideração as tendências de jogo deles, enquanto ponderas qual a melhor forma de obter o máximo valor pela mão forte que recebeste no botão.