Antigo
Default
a vida de um jogador de poker - 23-12-2011, 14:08
(#1)
lordpoker600's Avatar
Since: Nov 2011
Posts: 9
Ai pessoal meu nome é lordpoke600, eu comecei a jogar na poker star não faz muito tempo mais eu já joga em outros sites dês do 12 anos eu tendo 21 anos já faz 9 anos que jogo nunca pega ou depositei nada apenas nas horas livres , mais não significa que, não sei nada de poker ou que sou amador aprende muito que Há certa bondade em todas as pessoas más, e alguma maldade em todas as boas. Como eu sei que você já deve saber, não há lugar melhor para se conhecer todo tipo de gente do que a mesa de poker. Já conheci jogadores que estão na lista da Forbes de pessoas mais ricas do mundo, estrelas do cinema, atletas famosos, presidentes de universidades e políticos de alta cúpula. Também conheci matadores de aluguel, traficantes de drogas, pistoleiros, agenciadores de apostas, prostitutas e pessoas que passaram muito tempo de suas vidas atrás das grades. Além disso, também conheci muitas das “pessoas comuns” como eu. Todos têm falhas e virtudes. Eu me lembro de ter lido um tempo atrás sobre um assassino profissional que tinha executado inúmeras pessoas mas que era muito bom para sua esposa e filhos. Tenho certeza de que esse contraste surpreendeu muitas pessoas, mas certamente não me surpreendeu. Todos nós conhecemos políticos que deveriam ser pessoas com muita moral, mas que foram pegas traindo suas esposas com garotas de programa ou fazendo ponto em banheiros públicos em busca de um encontro sexual – nenhuma surpresa aí também. Nós jogadores de poker somos privilegiados por conhecer pessoas com históricos extremamente diversos, e eu posso conduzir uma vida melhor por causa disso.

Mais a pessoas que acredita na sorte que a tudo depende de sorte, poder ate se mais se você não saber usa La de nada adianta ,sorte favorece os corajosos. Há um velho ditado do poker que diz que, “se você nunca for pego blefando, não está blefando o suficiente”. Um jogador de poker que arrisca apenas pequenas quantias em um blefe e tem a melhor mão sempre que o dinheiro alto entra no pote, pode ser vencedor contra competidores mais fracos, mas nunca vai ganhar o quanto poderia se corresse mais riscos de vez em quando. Um bom jogador de poker sabe que há ocasiões em que você tem que colocar todo seu dinheiro em jogo para poder agir da maneira mais eficiente. “Se você quiser se dar a chance de viver, deve estar disposto a morrer”. A vida não é cheia de certezas, claro. Você dá às situações o que acha ser a melhor coisa a ser feita e espera que tudo dê certo. Eu certamente não sabia se seria capaz de me sustentar e viver uma vida feliz quando comecei a levar o poker a sério.

A sorte não é distribuída de forma igualitária: ela vem em grupos. Ter sorte administrada em doses similares durante um dado período é bastante improvável. Você pode facilmente passar por várias centenas de mãos sem ter um par de ases, depois recebê-los duas vezes em uma rodada. Na vida, meu pai tinha uma expressão que aprendera com o pai dele: “Não vai chover no seu telhado o tempo todo”. Portanto, se a sorte estiver boa ou ruim para você, ela certamente vai mudar em determinado ponto. Se as coisas não estiverem bem, prepare-se para suportar isso psicologicamente, e saia ileso da má fase.

Você precisa aprender a ganhar e a perder. Existe uma escola de pensamento que diz que as crianças não devem competir, pois a autoestima delas ficaria ferida ao perder. Eu obviamente não concordo com isso. Durante toda minha vida, sem dúvida ganhei e perdi em jogos de competição mais do que uma pessoa comum (competi em muitos outros jogos além do poker), e acredito que tanto ganhar quanto perder contribui para melhorar o caráter de alguém. Você pode imaginar todas as experiências de vida satisfatórias que uma pessoa perderia se jamais fizesse alguma coisa que pudesse dar errado? Isso quer dizer não se casar, não ter filhos, não fazer negócios, não viajar. Se eu não tivesse jogado poker e outros jogos em toda minha vida, eu teria deixado de me divertir muito — e não teria sido a mesma pessoa.

O poker lhe força a se colocar no lugar do outro. O poker ensina empatia. Eu não vejo como você possa jogar poker decentemente a não ser que tente entrar na cabeça de um oponente e descobrir o que ele pode estar pensando com diferentes mãos. Analisar situações com os olhos de outra pessoa é um talento especial do poker e um talento especial da vida. A essência do poker não é quão boa sua mão é, mas como é o desempenho dela diante da de seu oponente. Talvez a razão de eu gostar tanto de política seja por que ela envolve muito entrar nas mentes de outras pessoas. Você deve se lembrar de minha coluna recente sobre líderes históricos que eram incapazes de entrar nas mentes de seus oponentes e, por causa disso, foram em direção ao desastre.

O poker ensina controle emocional através do adiamento do prazer. Um dos traços de caráter mais importantes na vida é o controle de suas emoções. E uma das mais importantes que você deve controlar é sua sede de prazer (não advogo contra o prazer: não sou estóico. Estou falando de adiamento, não de abstinência). No poker, é mais divertido jogar do que largar, e mais divertido jogar muitos potes grandes do que escolher com cuidado quando entrar. Mas ter o máximo de diversão ao jogar claramente interfere na obtenção de bons resultados. Se sua meta for vencer, você precisa ser capaz de adiar certo prazer ao jogar de modo a maximizar o prazer de contar seus ganhos e aproveitar mais a vida porque você tem dinheiro extra. Eu não conheço nenhum outro jogo que seja melhor para ensinar autocontrole do que o nosso poker.

O poker lhe ensina a analisar e agir com base em informações incompletas. Até mesmo os melhores jogadores de poker cometem erros — provavelmente mais do que você imagina. Nós temos de tomar decisões, algumas das quais têm grandes consequências. Uma decisão não pode ser adiada até que nosso conhecimento seja suficiente para nos dar grande autoconfiança. Muitas das decisões na vida — especialmente as mais importantes, como o modo como ganhar a vida, com quem se casar e onde morar — são baseadas em informações incompletas. Você pode em geral adiar importante decisões durante mais tempo na vida do que pode fazê-lo na mesa de poker, mas não pode adiá-las até que as informações estejam completas. O adiamento em si é uma decisão, e pode não ser o curso de ação adequado.

A conclusão é que o poker tem sido não apenas uma grande parte da minha vida, como também me ensinou muito sobre ela. Muitas pessoas (mas poucos jogadores de poker) acham que as coisas mais importantes que o poker ensina são como ganhar dinheiro sem trabalho físico árduo, como trapacear e como ser um apostador compulsivo. Eu digo a elas que o poker tem enriquecido minha vida e me ensinado muitas qualidades desejáveis. O que sua experiência com o poker fez pela sua vida? O poker deve ser julgado pelos poucos que prejudicou ou pelos muitos que ajudou? E digo mais se você sonha e ganhar ou jogar poker com os campeãs, não desistam, corram atrás do seu sonho .
 
Antigo
Default
24-12-2011, 10:00
(#2)
nenoxxx20's Avatar
Since: Jun 2010
Posts: 48
BronzeStar
belo post...que vença o melhor, da um comentts no meu post...ah as criticas saum bem vindas.Valeu lord